Las Vegas – Capital Mundial das Apostas

Las Vegas – Capital Mundial das ApostasQuando pensamos em Las Vegas, vemos luzes brilhantes, grandes apostadores, hotéis enormes e shows ao vivo. O nome Las Vegas é um sinônimo de apostas, e são poucos os que não conhecem canções como Viva Las Vegas.

Mas como esta lendária cidade teve início, e como ela evoluiu para incorporar o espírito do entretenimento? Vamos dar uma olhada em alguns pontos principais da história do lugar que também é conhecido como Cidade do Pecado.

O Começo de Las Vegas

Inicialmente um ponto de parada entre Los Angeles e Salt Lake City, Las Vegas era principalmente conhecida por ter nascentes frescas no meio do deserto. Isso tornava comuns os turistas na região, uma vez que era o único lugar a proporcionar garrafas de água, descanso e suprimentos para o restante da viagem. Las Vegas permaneceu assim por muitos anos.

Foi somente em 1905 que o assentamento foi finalmente declarado uma cidade, mas Vegas permaneceu como um local sem muito apelo em termos de entretenimento. Tudo isso mudou em 1931. Foi quando trabalhadores de construção civil começaram a inundar a área, tudo para a criação da agora famosa barragem Hoover Dam. Mas outro importante evento ocorreu naquele mesmo ano, solidificando o futuro da cidade. Nevada legalizou os jogos de azar.

Mudança para os Jogos de Cassino

Las Vegas tinha agora dois recursos disponíveis. O primeiro era a multidão de trabalhadores em constante movimento pela cidade, a maioria em busca de alguma forma de entretenimento. O segundo era a liberdade para abrir cassinos e casas de jogos. O resultado foi óbvio. Além disso, a grande depressão se aproximava, e Las Vegas precisava de uma forma de evitar a espiral descendente da economia.

Os dois fatores foram uma receita para o sucesso, e não demorou para que Las Vegas tivesse vários cassinos, a maioria direcionada a atrair os muitos trabalhadores. Isso quer dizer que os cassinos também começaram a oferecer entretenimento ao vivo e, dada a audiência, os shows resumiam-se a comediantes de improviso ou artistas femininas sedutoras. Las Vegas começou a ganhar uma reputação.

A Guerra Mundial

A barragem Hoover Dam foi concluída em 1935, e muitos trabalhadores voltaram para casa. Las Vegas, no entanto, agora atraía clientes de muito longe. No fim de 1941, uma base militar abriu nas proximidades, e militares em licença substituíram os trabalhadores. Novamente, Las Vegas via um impulso nos negócios.

Foi nesta altura que grandes investidores começaram a dominar o mercado imobiliário de Las Vegas. A reputação da cidade de fazer dinheiro rapidamente se espalhou, e os poderosos queriam fazer parte dessa sensação. O horizonte de Las Vegas começou a crescer com a adição de novos cassinos, hotéis e as agora famosas luzes néon.

Pós-Guerra

Ao final da Segunda Guerra Mundial, Las Vegas era amplamente conhecida como um dos principais lugares nos Estados Unidos para encontrar bom entretenimento, jogos de cassino empolgantes e noites selvagens de celebração. O impulso do mercado imobiliário continuou, e a cidade cresceu em um ritmo fenomenal.

Em 1960, o excêntrico Howard Hughes trouxe mais propriedades a Las Vegas do que qualquer outro investidor, aumentando a fama em torno da Cidade no Deserto.

A Las Vegas Moderna

Os anos se passaram e Las Vegas manteve sua reputação como o centro dos cassinos nos Estados Unidos. Em 1970 e 1980, no entanto, houve a ascensão de vários outros estabelecimentos com cassino, que tinham a esperança de se tornar a nova grande atração na área. Este foi em parte o motivo por trás das megaestruturas de Las Vegas, que foram vistas como uma forma de chamar atenção e revitalizar o interesse pela cidade.

A primeira megaestrutura abriu em 1989, o hotel e cassino Mirage, e os visitantes quase ficaram sem palavras diante do tamanho do estabelecimento. Alongando-se pelo horizonte da cidade, o tamanho absoluto do edifício foi o bastante para atrair uma multidão de hóspedes ansiosos para ver a parte interna.

Ainda a Rainha

Atualmente existem muitos locais que ostentam as mesmas dimensões e o glamour de Las Vegas, mas a cidade ainda parece figurar no topo da lista. Apenas mencionar o nome Las Vegas invoca imagens de locais brilhosos, interiores fascinantes de cassinos e entretenimento glamouroso.

Recentemente, em 2012, a cidade viu outra grande demanda por renovação, com a abertura de muitos museus e negócios. Muitos disseram que foi uma tentativa de mudar a percepção da cidade como centro de cassinos para um ambiente próprio para as férias em família. Esta estratégia pode ou não ter sido bem-sucedida, mas a maioria dos visitantes provavelmente não irá até lá para ver museus. O que o futuro da Joia do Deserto trará, no entanto, ainda está para ser visto.